This nice Blogger theme is compatible with various major web browsers. You can put a little personal info or a welcome message of your blog here. Go to "Edit HTML" tab to change this text.
RSS

Nossa Escola

Nossa Escola

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Voluntários da Paz

    Justificativa
Sabendo que a capacidade de autocontrole em situações sociais é essencial para um convívio razoavelmente harmônico e percebendo que a dificuldade de autorregulação pode se tornar um risco para a integridade física, a professora Rosana Mello, propôs um projeto para sua turma de 3º ano, oportunizando um trabalho voluntário dentro da própria escola, com experiências de solidariedade e ajuda ao próximo, a fim de refrear os impulsos agressivos verbais e físicos, alimentados, muitas vezes, por uma sociedade injusta e permissiva.

    Segundo a professora, nosso aluno ainda está em fase de formação da personalidade e caráter e não possui maturidade suficiente para avaliar a gravidade dos seus atos. E sendo a escola um espaço de socialização, onde a criança precisa adaptar-se ao grupo, conquistar amigos e aprender a relacionar-se com pessoas diferentes; atividades voluntárias podem colaborar para o desenvolvimento de qualidades pessoais positivas, úteis para sua vida futura, além de exercitar a cidadania.

Desenvolvimento do projeto

Percebendo que seus alunos estavam com dificuldades de autorregulação, envolvendo-se frequentemente em casos de agressão verbal e física, na primeira etapa do projeto, além de oferecer leituras de conscientização social, a professora incluiu uma roda de conversa com todos, onde os alunos puderam se expressar e discutir sobre os conflitos dentro da turma. A reunião, registrada em ata, contou com a participação da diretora Márcia Rossana que apoiou a iniciativa do projeto, onde alguns alunos foram indicados para iniciá-lo. 




Reunião com alunos, professora e a diretora, Marcia Rossana, para dar início ao Projeto.
“Educai as crianças e não será preciso punir os homens” Pitágoras.








Registrando a ata da reunião.











Para o início do projeto, a professora contou com a colaboração de toda a turma, contribuindo na escolha e confecção do nome do grupo indicado. Nasce então o grupo “Voluntários da Paz”.




Escolhendo o nome e o símbolo do grupo. 












Participação ativa e cooperativa de toda a turma.












 Nasce o Grupo “ VOLUNTÁRIOS DA PAZ” !
Crachás dos voluntários 








Durante o ano, para mostrar que a escola não é só um espaço de aquisição do conhecimento, mas também de interação social, a professora ofereceu leitura e interpretação de textos, abrindo espaço para reflexão sobre atitudes de solidariedade, generosidade e respeito às diferenças físicas e sociais.




A história “Amigos” de Helme Heine, do caderno pedagógico, levando os alunos a refletirem sobre solidariedade, generosidade e respeito às diferenças físicas e sociais.







Na segunda etapa, com o objetivo de desviar e refrear as condutas agressivas, a professora sugeriu que os trabalhos voluntários fossem desenvolvidos dentro da própria escola. Foi acordado que as atitudes solidárias aconteceriam com as turmas de maternal, duas vezes por semana no horário do recreio, dividindo os indicados em dois sub grupos.





 Formalizando a parceria com o maternal.













Canalizando energia para atitudes positivas.













Ao ser voluntário, você entra em contato com 
situações diversas de seu cotidiano.










Nem sempre é fácil manter o domínio de nossas reações.











 Abrindo possibilidades para novas experiências partindo de uma atitude solidária.












Ao realizar um trabalho voluntário transmite-se e recebe-se AMOR !










Mesmo compreendendo que a sociedade moderna exige que pais e mães estejam simultaneamente inseridos no mercado de trabalho, tornando difícil a participação efetiva na vida de seus filhos, a professora Rosana solicitando o apoio dos responsáveis na terceira etapa, demonstrou a importância do apoio da família integrado ao da escola, na construção da personalidade de seus filhos.




O apoio da família é fundamental !












Ao longo do projeto, foram acontecendo encontros periódicos de avaliação das atitudes solidárias, com o grupo Voluntários da Paz, abrindo um espaço para análise, conscientização e auto avaliação onde eles puderam ouvir depoimentos uns dos outros, com o objetivo de buscar a interação entre os membros do grupo. O grupo pôde perceber que, aos poucos, as implicâncias e necessidades de autoafirmação foram dando espaço para atitudes de solidariedade e interação.





Reunião com os voluntários.









Ainda há muito o que fazer, mas a semente de solidariedade, tolerância e amor ao próximo já foram plantadas, porém é preciso cultivá-las dentro e fora do espaço escolar, com a importante parceria da família.






A tríade perfeita (família - aluno – escola)






A apresentação da peça "Bullying, tô Fora!", veio endossar o trabalho realizado pela professora Rosana Mello, abordando com objetividade e delicadeza, um tema tão polêmico quanto o Bullying. Alunos perceberam que, o que eles acham engraçado e inofensivo, na verdade tem nome.






 Peça “Bullying, tô Fora!” da Cia Teatral EnsinoemCena-RJ










Como é gratificante colaborar para que nossos voluntários passem a contribuir para uma sociedade melhor.







2 comentários:

Marcia Rossana disse...

Parabéns para turma 1302 e a professora Rosana pelo excelente trabalho desenvolvido!!!!

Rosana Mello disse...

Quando a Direção acredita, apoia e incentiva, o trabalho flui de forma prazerosa. Obrigada !

Postar um comentário